Selo qualidade: projeto de Grupo Paranaense incentiva boas práticas e premia setores que mais se destacam

Objetivo é engajar colaboradores no propósito de superar os índices de qualidade

Oferecer produtos e serviços de qualidade se tornou uma obrigação aos olhos do mercado e dos consumidores. Obviamente que a qualidade favorece uma marca, no entanto, em um mundo no qual o acesso à informação permite ao consumidor inúmeras comparações, o que fará a diferença é a experiência que essa marca proporcionará e também o seu posicionamento no mercado.

No segmento de refeições coletivas o paranaense Grupo Risotolândia aposta em projetos internos para superar seus índices de qualidade, mantendo importantes certificações e conquistando ainda mais a confiança dos clientes ao proporcionar experiências únicas de alimentação, seja nas escolas, empresas ou hospitais que atende em todo o país.

Com 65 anos de história a empresa, que registra índices de aprovação dos clientes acima de 80%, foi a primeira do segmento a ser certificada, em 1999, com o APPCC – Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controle e também na norma ISO 9001:2015, que garantem a segurança do alimento, qualidade e satisfação dos clientes. No entanto, a empresa foi além e, para gerar maior proximidade e fidelizar os clientes, criou um projeto interno chamado “Selo Qualidade”, para valorizar e promover um aperfeiçoamento contínuo dos padrões de qualidade em todas as áreas da organização.

O Selo é mais que uma simples avaliação e premiação de reconhecimento. Segundo a gerente de RH do Grupo, Kamille Dantas, o programa atesta a eficiência do sistema de gestão integrado e foi estruturado a partir dos princípios da organização: desenvolver o capital humano, buscar a excelência da qualidade e segurança dos alimentos, manter uma consciência sustentável e ter orgulho em pertencer ao Grupo Risotolândia. “Esses são os itens que compõe o programa e que são considerados requisitos para o recebimento do Selo. Para ser elegível à premiação, a área deve assegurar que atende mensalmente todos os requisitos estabelecidos no programa através da mensuração realizada pela área do Sistema de Gestão Integrado (SGI)”, explica a gerente.

Ao final de um ano, a área com melhor performance é reconhecida com o Troféu Selo da Qualidade que é entregue pelo presidente do Grupo Risotolândia. A cada trimestre é divulgado a pontuação das unidades produtoras e das áreas administrativas, que concorrem em segmentos distintos e, semestralmente, são entregues os certificados do Selo de Qualidade às áreas que atinjam a pontuação necessária do programa.

“O programa do Selo da Qualidade dará visibilidade para as unidades que atendem aos requisitos de gestão, bem como, reconhecimento a todos os integrantes da equipe que realizaram um trabalho de excelência, desde do manipulador até o nível gerencial”, acrescenta a coordenadora de qualidade do Grupo, Naina Lopes.

Praticamente tudo que é servido pela empresa em seus cardápios é controlado internamente, desde os produtos de panificação às sobremesas, garantindo padronização e qualidade. “O que não é 100% produzido aqui, é manipulado internamente com cuidados extremos. Temos cerca de 1500 fornecedores homologados e auditados periodicamente”, complementa Naina.

Para ela, trabalhar com alimentação é um grande desafio. “A qualidade é obrigatória e não é encarada pela nossa equipe como diferencial do nosso trabalho, mesmo que seja um diferencial competitivo no segmento. Nosso foco está totalmente concentrado na experiência que oferecemos aos clientes através dos nossos serviços. Sendo assim, buscamos fortalecer o Selo Qualidade para que o mesmo se torne ainda mais importante que as próprias certificações ISO 9001:2015 e APPCC dentro do nosso Grupo”, finalizou a coordenadora.

About Caroline Augusta De Andrade Michel Leite Ferreira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *