Ambiente lúdico dentro de casa desenvolve, estimula e serve como aprendizagem às crianças

Cores, mobílias inusitadas, fácil acesso ao divertimento e relação com a natureza são características que fazem parte da arquitetura lúdica, cada vez mais pensada para os pequenos.

Brincar é uma atividade essencial para a vida das crianças e isso não é novidade para ninguém. As brincadeiras desenvolvem, ensinam e, principalmente, são instrumentos de socialização para o crescimento dos mais novos. Um estudo da Universidade de Wisconsin-Madison (EUA), feito com 128 crianças em 2016, afirmou que aquelas que não foram estimuladas a brincar têm tamanho reduzido de hipocampo — estrutura cerebral associada as emoções e a memória.

E para brincar não há lugar. Pode ser na escola, na natureza, no parque ou até mesmo dentro de casa. É aí que entra a importância de um ambiente lúdico, que estimule ainda mais a vontade de brincar e a imaginação. Como mostram diversos estudos – de Gilles Brougére, doutor em Letras e Ciências Humanas pela Universidade Paris I; de Johan Huizinga, historiador holandês e de Clice Mazzilli, doutora em Estruturas Ambientais Urbanas pela FAUUSP, por exemplo, o “lúdico” estimula as crianças com relação a linguagem, pensamento, socialização, exploração, invenção, motricidade, imaginação e fantasia, aspectos essenciais para uma aprendizagem mais completa.

Pensando no ambiente dentro de casa, projetos arquitetônicos lúdicos são uma solução cada vez mais buscada pelos pais e arquitetos, como afirma Amanda Godofredo Ohpis. “Antes de mais nada precisamos que as crianças gostem de estar no ambiente. O quarto delas precisa aliar beleza, conforto, praticidade, segurança e, acima de tudo, incentivar o desenvolvimento. São esses os cuidados que tomamos na hora de desenhar um projeto”, comenta a arquiteta.

De acordo com Amanda, projetos de arquitetura lúdica podem transformar a experiência da pessoa na relação dela com o ambiente e promover mais interação. “No lúdico é preciso que o projeto aposte em estímulos sensoriais, que são fundamentais para a criança”, complementa a arquiteta. Em ambientes assim, pode-se usar e abusar de alguns fatores como: cores, mobílias inusitadas, fácil acesso ao divertimento, relação com a natureza, entre outros.

É o caso do projeto que Amanda vai expor na 26ª edição da CASACOR, em Curitiba – uma das maiores e mais completas mostras de arquitetura, design de interiores e paisagismo. O Quarto de Bebê Feminino, exclusivo no evento e projetado pela arquiteta, ganhou o nome de Jardim das Borboletas. Com detalhes em 3D, cores claras que trazem leveza e delicadeza, trocador em formato de casinha com iluminação em led e uma área de descontração, com balanço e árvore seca, são inspirações da arquiteta para criar um ambiente lúdico e contemporâneo.“O balanço, por exemplo, é uma escolha que estimula a criança a querer se divertir e gastar energia dentro do próprio quarto”, diz Amanda. “Com certeza essa criança vai adorar o seu próprio ambiente e cada dia mais evoluir e se desenvolver com os estímulos encontrados ali dentro”, finaliza a profissional, que neste ano vai estrear no elenco da CasaCor.

Sobre a CASACOR Paraná

O evento vai acontecer nos dias 18/05 a 07/07 de 2019 no Edifício Zoller Building Center – Rua Coronel Menna Barreto Monclaro, 423 – Centro.

Assessoria de Imprensa

Solicitações de fotos, informações e entrevistas

Pontuale Comunicação & MKT

Caroline Michel: caroline@pontualecomunicacao.com.br

Mahayla Haddad: mahayla@pontualecomunicacao.com.br

Telefones/Whats: (041) 99653.9507 e 041. 99877.2533

About Caroline Augusta De Andrade Michel Leite Ferreira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *